Oito crianças da escola Pedro D'Orey da Cunha, na Damaia, nos arredores de Lisboa, foram levadas esta terça-feira para o hospital na sequência de traumatismos vários. As crianças terão ficado feridas durante uma prova de corta-mato realizada na escola. 

A informação foi confirmada à TVI por fonte do comando da PSP de Lisboa e pelos Bombeiros Voluntários da Amadora.

Os alunos, com idades entre os 10 e 15 anos, que estavam a fazer uma prova de corta-mato, no âmbito das atividades escolares, ter-se-ão sentido mal e começaram a cair, o que lhe provocou vários traumatismos, a uma das crianças no crânio. O alerta foi dado pelas 11:40. Os bombeiros foram chamados para socorrer uma criança ferida e depararam-se com mais sete crianças na mesma situação. 

Um das crianças tinha então traumatismo craniano e as outras tinham escoriações e hematomas nos braços. 

O comandante dos Bombeiros Voluntários da Amadora, Mário Conde, revelou à TVI que a prova foi organizada sem qualquer aviso aos bombeiros. "Normalmente, somos avisados e estamos presentes para um socorro mais rápido caso haja alguma coisa. Hoje isso não foi assegurado", disse o comandante. 

Mário Conde disse à TVI que os menores que foram transportados para o Hospital Amadora Sintra.