Os acidentes rodoviários contabilizaram este ano 277 vítimas mortais, menos um quinto do que em igual período de 2012, indicou esta terça-feira a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, que reúne dados da PSP e GNR, 277 pessoas morreram nas estradas portugueses, entre 1 de janeiro e 7 de agosto, menos 72 do que em igual período de 2012, quando já tinham morrido 349.

A Segurança Rodoviária adianta que os desastres provocaram um maior número de mortos nos distritos Lisboa, onde se registaram 33 vítimas mortais, Aveiro, 32, e Porto, 31.

Já os distritos com menos mortos foram Bragança e Viana do Castelo, com três vítimas mortais em cada um, e Vila Real (quatro).

A ANSR indica também que os feridos graves diminuíram 17 por cento, tendo ficado gravemente feridas, até 07 de agosto, 1036 pessoas, menos 214 do que em 2012.

Também os feridos ligeiros diminuíram este ano, registando-se uma descida de 4,4 por cento, refere a ANSR, especificando que os acidentes rodoviários provocaram 20.111 feridos ligeiros, contra os 21.052 do mesmo período de 2012.