A manifestação prevista para esta sexta-feira na cidade de Lisboa vai afectar o trânsito nas principais artérias da capital e a PSP aconselha a utilização dos transportes públicos, como forma de poder circular nas vias afectadas.

Esta sexta-feira vão desfilar por algumas das principais artérias da cidade de Lisboa manifestantes do sector privado, público e da juventude, informou à Lusa a PSP.

Saiba o percurso

O desfile da manifestação do sector privado tem início às 14:30, com concentração na Avenida 5 de Outubro, junto à Maternidade Alfredo da Costa, e irá atravessar esta avenida, a Avenida Fontes Pereira de Melo e a Praça Marquês de Pombal, "onde se irá juntar à juventude aderente às duas manifestações", divulgou fonte policial.

Pela mesma hora, «os manifestantes do sector público vão concentrar-se na zona das ruas Artilharia 1, lado Norte e Joaquim António Aguiar, juntando-se depois na Praça Marquês de Pombal» às outras duas manifestações, informa.

A primeira manifestação do ano

A PSP refere que as três manifestações que partem do Marquês de Pombal vão «descer em conjunto a Avenida da Liberdade até à Praça dos Restauradores».

A autoridade policial informa também que o trânsito vai estar condicionado nas artérias utilizadas pelos manifestantes, estando «os elementos de polícia nos locais de manifestação a partir das 14:00».

Como forma de tentar contornar os efeitos que estas manifestações poderão provocar na circulação automóvel, a PSP aconselha a utilização de transportes públicos. «O trânsito para os transportes públicos vai ser facilitado e as faixas de BUS vão ficar desimpedidas», conclui.