Doze agentes da PSP terão morrido com cancro devido à presença de amianto em esquadras, em Viana do Castelo, informa o Jornal de Notícias.

Outros 18 polícias foram também diagnosticados com cancro.

Em comum, estes elementos da polícia têm o facto de exercerem ou terem exercido funções no Comando da PSP de Viana.

A nível nacional, foi detetada a presença de amianto em pelo menos 25 edifícios ocupados pela PSP de acordo com uma «lista negra» que resultou de um levantamento realizado pelo sindicato das polícias.