A PSP anunciou, esta sexta feira, a detenção de 12 pessoas por alegada prática do crime de contrafação, no âmbito de uma operação de fiscalização de venda ambulante realizada na Baixa do Porto.
 
Em comunicado, a PSP do Porto refere que a operação, que contou com a colaboração de representantes de marcas registadas e patenteadas, decorreu entre as 13:00 e as 21:00 de quinta-feira.
 
Nesta operação, além dos 11 indivíduos detidos por alegada venda de artigos contrafeitos, a polícia deteve um outro por suspeitas de praticar o mesmo crime e por posse de arma proibida.
 
A PSP apreendeu 554 caixas de pasta dos dentes, dez óculos de sol, 212 relógios, 22 pen drives, 30 cartões de memória, cinco porta-chaves e uma mala de senhora, bem como um bastão.
 
Foram ainda identificados 15 suspeitos de comercializar artigos contrafeitos.
 
A PSP anunciou também a detenção, na quinta-feira, de quatro suspeitos do crime de tráfico de droga, no Porto e em Gaia.
 
No bairro do Carriçal, no Porto, a PSP deteve um jovem de 27 anos, a quem foram apreendidas oito plantas de cannabis, cocaína e haxixe em quantidade suficiente para 17 e 12 doses, respetivamente, uma balança de precisão e material diverso utilizado na construção e manutenção de uma estufa.
 
Já em Gaia foram detidos três jovens, tendo sido apreendido haxixe suficiente para cerca de 496 doses individuais e 136 euros.
 
Na sexta de manhã, pelas 07:45, a PSP deteve um jovem de 19 anos, no Porto, suspeito da prática reiterada de «inúmeros ilícitos criminais, designadamente roubos perpetrados em grupo, junto a interfaces de transportes públicos, assim como dezenas de furtos em supermercados localizados no grande Porto».
 
O jovem «encontrava-se em violação de medida privativa da liberdade – prisão domiciliária – por ser autor de vários crimes de roubo e violência após subtração», acrescenta o comunicado da PSP.