Doze pessoas foram detidas por suspeita de tráfico de explosivos e posse ilegal de armas e munições, durante uma operação nos distritos do Porto e Vila Real, informou esta sexta-feira a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em comunicado a PSP refere que a operação «Desmontes» foi efetuada pelo Departamento de Armas e Explosivos da Direção Nacional, com o apoio da Divisão de Investigação Criminal do Comando Metropolitano do Porto e da Unidade Especial de Polícia de Lisboa e da sua força destacada no Porto, entre as 15:00 de quarta-feira e as 10:00 de quinta-feira.

Durante a operação policial foram executados, em especial na área dos distritos do Porto e de Vila Real, 34 mandados de busca domiciliária e não domiciliária e seis mandados de detenção.

A PSP deteve 12 cidadãos de nacionalidade portuguesa, todos do sexo masculino, e apreendeu 15 automóveis, 225 quilos de produtos explosivos, 1.437 detonadores, 160 quilos de pólvora, 741 metros de cordão detonante, 1.505 metros de rastilho e quatro quilos de nitrato de amónio.

As autoridades apreenderam também 16 armas, entre as quais três armas brancas, 12 armas de fogo (espingardas, pistolas, revolveres e uma pistola de alarme), 475 munições de diversos calibres, telemóveis, pequena quantidade de produto estupefaciente, dinheiro (notas e moedas) e «documentação associada ao crime em investigação».

No âmbito das diligências efetuadas, foram identificados e constituídos arguidos ainda cerca de 30 cidadãos por suspeita da prática dos mesmos crimes.

A PSP adianta ainda que durante a execução dos mandados judiciais e as diligências desenvolvidas não se verificaram quaisquer incidentes.

Os detidos vão ser presentes esta sexta-feira de manhã no Tribunal de Instrução Criminal do Porto.