A PSP de Viseu anunciou hoje ter detido um homem que terá burlado idosos de todo o país, fingindo conhecer as vítimas e convencendo-as a levantar quantias em dinheiro em caixas multibanco, que depois lhe entregavam.

De acordo com a PSP de Viseu, a detenção ocorreu na quinta-feira em flagrante delito, numa grande superfície comercial da freguesia de Repeses, no concelho de Viseu.

O homem de 43 anos, com residência na região sul de Portugal, é suspeito de ter praticado "dezenas de burlas a pessoas idosas de norte a sul do país".

"O burlão desloca-se de carro, aborda a vítima de uma forma amigável, cumprimentando-a e dizendo-lhe que é o fulano X, funcionário da empresa Y, perguntando-lhe se não o está a reconhecer, e que tem grandes descontos em material, como tal vende as coisas muito baratas, chegando a oferecer material na compra de outro, ludibriando de tal forma a vítima que a convence a levantar grandes quantias monetárias em ATM e a entregar-lhe", descreve.


Só minutos mais tarde é que as vítimas reconhecem que foram burladas, ficando "sem centenas de euros".

Na quinta-feira, o detido foi apanhado em flagrante de delito quando seguia o mesmo “modus operandi” com um idoso de 75 anos.

"Apresentou-se como funcionário de uma grande empresa, e amistosamente, perguntou à vítima se o não estava a reconhecer. Ofereceu-lhe de imediato um faqueiro, entregando-lhe de seguida um aparelho amplificador que lhe permitia ver todos os jogos de futebol na televisão, pedindo-lhe em troca 400 euros", refere em comunicado.


Apesar de "alguma relutância da vítima", por não possuir esse dinheiro, deslocou-se com a mesma a um ATM e convenceu-a a levantar 200 euros e a juntar mais algum dinheiro que trazia na carteira.

Durante a detenção foram apreendidos um computador portátil, dois “tablet”, quatro máquinas de barbear, um faqueiro, uma tesoura de cozinha, uma caixa com seis facas e um descascador, três perfumes de várias marcas, oito amplificadores próprios para televisões e 460 euros em notas do BCE.

"Ao detido não era conhecido outro modo de vida, uma vez que procurava burlar idosos por todo o país. Julga-se com esta detenção ter amenizado a instabilidade emocional e sentimento de insegurança que grassa na faixa etária mais elevada", concluiu.