Cerca de 200 moradores de Carnide, em Lisboa, manifestaram-se esta quarta-feira contra o anunciado encerramento de três esquadras daquela freguesia, exigindo a sua manutenção e defendendo o policiamento de proximidade.

De acordo com a Lusa, o protesto iniciou-se pelas 18:00 em três pontos da freguesia, em frente às esquadras que deverão ser encerradas: Carnide, Bairro Padre Cruz e Bairro da Horta Nova. Daí, os moradores partiram em três desfiles, que terminaram pelas 18:20 no Polo Tecnológico, em frente ao edifício que deverá acolher a nova esquadra.

Munidos de cartazes, onde podiam ler-se frases como «Queremos Segurança» e «Polícia de Proximidade é Fundamental», crianças, jovens, adultos e idosos seguiram gritando palavras de ordem, como «A Segurança é um direito, sem ela nada feito».