Uma ourivesaria no centro histórico de Viana do Castelo foi assaltada nesta madrugada, indicou à Lusa a PSP local, que assumiu a investigação do caso.

O segundo comandante da PSP, Raul Curva, explicou que as investigações para identificar os autores estão já em curso, “através da recolha de vestígios existentes nas três marretas deixadas no local e, eventualmente, imagens de violência que possam existir"

Fonte da ourivesaria afirmou terem sido furtados "alguns quilos de ouro tradicional", num prejuízo estimado em "milhares de euros".

O assalto ocorreu cerca das 04:00.

"A cortina de aço que protege a loja foi levantada, os assaltantes entraram por baixo. Com picaretas ou marretas partiram os vidros reforçados das montras que se encontram no exterior do estabelecimento e levaram todo o ouro que lá se encontrava. Não chegaram a entrar na loja", explicou Diana Almeida, filha dos donos da loja.

A ourivesaria assaltada situa-se a escassos metros de uma outra, a ourivesaria Freitas, que em 2007, foi alvo do mais violento assalto de que há memória em Viana do Castelo.

Com 21 anos de existência, a loja "já tinha sido alvo de várias tentativas mas desta vez o assalto foi consumado".