A PSP indicou hoje que deteve um aposentado da Força Aérea, por suspeitas dos crimes de tráfico de armas e posse ilegal de armas e munições, numa operação realizada na quinta-feira, em Abrantes.

A Polícia de Segurança Pública apreendeu também 20 armas de fogo, 83 bombas de arremesso, 42.107 munições de diversas classes e calibres, 42 armas brancas, três sprays de aerossóis e diverso material, nomeadamente comprovativos de venda e compra de armas, miras telescópicas, carregadores de revolver.

O intendente Pedro Moura, do Departamento de Armas e Explosivos (DAE) da PSP, disse à agência Lusa que as armas e as munições apreendidas pertenciam ao homem detido, que alegadamente se dedicava ao comércio ilegal de armas.

No âmbito da operação policial, feita pelo DAE e que contou com a colaboração da esquadra da PSP de Abrantes e do Grupo Operacional Cinotécnico da Unidade Especial de Polícia, foram cumpridos três mandados de busca domiciliária.

As buscas realizaram-se em duas residência e numa loja de artigos de caça e pesca que pertenciam ao detido, locais onde foram encontrados as armas e munições, adiantou o intendente Pedro Moura, sublinhando que o estabelecimento comercial aberto ao público funcionava ¿de fachada¿ para o negócio ilegal de armas e munições.

A investigação da PSP durava há cerca de sete meses e teve início devido às suspeitas de existência de crimes relacionados com a posse ilegal de armas de fogo e munições e tráfico de armas.

O intendente Pedro Moura disse ainda que o detido já estava referenciado pelos crimes de tráfico de armas.

O detido, de 60 anos, é hoje à tarde ouvido no tribunal judicial de Abrantes.