O vice-presidente e porta-voz do PSD Marco António Costa está a ser investigado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto, na sequência de uma participação, disse no sábado à Lusa uma fonte da PGR.

"Confirma-se a receção de participação, que deu origem a um inquérito, que corre termos no DIAP do Porto", disse a fonte da Procuradoria-Geral da República.

Conforme foi avançado pela TVI na sexta-feira, Marco António Costa está a ser investigado na sequência da denúncia de alegados crimes de tráfico de influências durante os mandatos na Câmara de Gaia.

A acusação partiu de Paulo Vieira da Silva, antigo dirigente do PSD-Porto, que enviou uma carta à Procuradoria a descrever uma rede de influências de Marco António Costa na autarquia e empresas municipais onde terá beneficiado amigos e pessoas da estrutura partidária. Paulo Vieira da Silva também tornou públicas estas denúncias nas redes sociais. 

Sábado à noite, a RTP noticiou que o vice-presidente do PSD é acusado de "utilizar a distrital do partido em benefício político, pessoal e de negócios", e que já apresentou uma queixa por difamação.