Os representantes dos trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da CP Carga vão concentrar-se na próxima quarta-feira em frente à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, para reivindicar a suspensão da privatização da CP Carga.

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse na quinta-feira que o processo de privatização da CP Carga está em curso, realçando que a suspensão não está prevista nem no programa de Governo nem nos acordos políticos com o PCP e com o Bloco de Esquerda (BE).

"Como sabem, não estava nem no programa de Governo nem nos acordos políticos. Essa empresa não estava entre as que era prevista a reversão (da privatização)", afirmou Pedro Marques, na quinta-feira, no Aeroporto de Lisboa, à margem da apresentação de novos investimentos da ANA - Aeroportos de Portugal.