A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu esta segunda-feira um aviso à população alertando para a possibilidade de até à meia-noite poderem registar-se ondas com 16 metros na costa ocidental norte e centro de Portugal continental.

Autoridades socorrem 12 jovens na praia de Quarteira

Num comunicado divulgado esta segunda-feira ao final da tarde na sua página na Internet, a ANPC alerta para a ocorrência de «agitação marítima forte, com ondulação noroeste que poderá atingir os 16 metros na costa ocidental norte e centro e 14 a 15 metros na região sul até às 24:00 de hoje».

A Proteção Civil destaca também a previsão da ocorrência de «precipitação moderada e persistente nas regiões norte e centro, com especial incidência na região do Vale do Tejo, com acumulados que podem rondar 100 milímetros no Minho e Douro Litoral e 50 milímetros da região da Área Metropolitana de Lisboa».

Devido às previsões acima descritas, e também ao vento, que deverá soprar moderado, até 30 quilómetros por hora, no litoral, e até aos 45 quilómetros por hora nas terras altas, a ANPC alerta para a «possibilidade de inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis» e para a «possibilidade de queda de ramos ou árvores».

Além disso, a Proteção Civil lembra a eventualidade de se formarem lençóis de água nas estradas, bem como a «possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem» e a possibilidade de ocorrerem acidentes na orla costeira.

A ANPC recomenda a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, a adoção de uma condução defensiva, reduzindo a velocidade, que se evite o atravessamento de zonas inundadas, e que se tenha «especial cuidado» na circulação junto de áreas arborizadas e da orla costeira, bem como de zonas ribeirinhas «historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas».

A Marinha Portuguesa alertou esta segunda-feira a comunidade piscatória e as pessoas que circulam junto à orla costeira para a necessidade de cumprirem todos os procedimentos de segurança no mar e junto à costa devido ao mau tempo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob aviso vermelho devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com sete a nove metros.

O aviso vermelho, que está previsto para situações meteorológicas de risco extremo, vai vigorar entre as 09:00 e as 23:59 de hoje.