A Proteção Civil acionou até ao final do dia de hoje o alerta amarelo para os distritos a norte de Coimbra devido a previsões de chuva, vento, neve e agitação marítima fortes.

A Associação Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu às 12:00 um alerta amarelo, em vigor até às 23:59, para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Vila Real e Viseu e um alerta azul para os distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Leiria Coimbra e Lisboa devido à previsão de mau tempo para as próximas horas.

Até à madrugada de quarta-feira, a ANPC alerta para precipitação forte e persistente nas regiões do Norte e do Centro e no Alto Alentejo e vento com rajadas da ordem de 85 quilómetros por hora no litoral e de 100 quilómetros nas terras altas.

A autoridade admite agitação marítima forte na costa ocidental, com ondas de noroeste de cinco a seis metros de altura, aumentando a partir da madrugada de quarta-feira até sete metros e prolongando-se até ao fim do dia de quinta-feira.

A ondulação pode mesmo atingir picos de 12 a 14 metros no período entre o final do dia de hoje e o início da tarde de quarta-feira, em especial a norte do cabo Mondego, afirma a ANPC.

A entidade alerta ainda para queda de neve para cotas acima dos 800/1.000 metros a partir do final do dia de hoje, continuando a ocorrer até quinta-feira, com valores acumulados acima de 10 centímetros na Serra da Estrela.

Estas previsões surgem depois de um contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro da ANPC.

A Proteção Civil alerta ainda para a possibilidade de piso escorregadio, cheias rápidas, inundações, danos em estruturas e acidentes na orla costeira e propõe a limpeza de sistemas de escoamento, a condução defensiva ou a fixação de estruturas soltas, tal como que os cidadãos evitem atravessar zonas inundadas, atividades marítimas ou passeios à beira-mar, entre outras medidas preventivas.

O IPMA tinha já colocado sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Évora até às 23:00 de quinta-feira, também devido a previsão de chuva forte, vento, queda de neve e a agitação marítima.

Também a Madeira está sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com quatro a cinco metros entre as 12:00 de quarta-feira e as 06:00 de quinta-feira; sob o mesmo aviso está o grupo Ocidental dos Açores (Flores e Corvo) devido à previsão de vento forte até às 09:00 de hoje (hora local).

O alerta amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, é acionado pela Proteção Civil sempre que se preveem fenómenos que, «não sendo invulgares, podem representar um dano potencial para pessoas e bens», levando ao reforço das «atividades de monitorização e vigilância da situação», e à intensificação das «ações preparatórias para as tarefas de intervenção».

Sempre que é acionado o alerta amarelo a Proteção Civil recomenda que as populações se mantenham informadas e que adotem comportamentos e medidas de prevenção adequados para evitar «correr perigos desnecessários».

O alerta azul, o menos grave de uma escala de quatro, pressupõe a existência de condições para «ocorrência de fenómenos com dimensão e magnitude normais», mas que, ainda assim, levam a Proteção Civil a acionar meios que permitam a «redução dos efeitos negativos dos eventos previstos», e a recomendar às populações que se mantenham informadas sobre o evoluir das situações.