Mais de 1.900 operacionais estavam pelas 23:13 envolvidos em 28 incêndios, sete dos quais em curso, segundo informação da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

Nos locais dos sete incêndios em curso, estavam 1.297 homens e 370 viaturas.

Fonte da Proteção Civil disse que os três incêndios que lavram no distrito de Santarém “estão a evoluir favoravelmente” e caminham para a fase de resolução”.

Pelas 22:30 continuavam ativos neste distrito incêndios em Rio Maior (Quinta do Brinçal - Arrouquelas), já em fase de conclusão, na zona de Alcanede (Prado), com “90% em resolução”, e na localidade de Samora Correia (Pancas), aquele que “inspira ainda mais cuidados”, segundo o comandante distrital da Proteção Civil de Santarém, Mário Silvestre.

Relativamente ao incêndio de Samora Correia, que mobiliza 211 operacionais, apoiados por 69 viaturas, o responsável da proteção civil disse “estar a evoluir favoravelmente”, perspetivando-se que possa entrar “nas próximas horas em fase de resolução.

Embora esteja numa fase de combate mais avançada, o incêndio na zona de Alcanede mantém no terreno 293 operacionais e 84 viaturas, sendo o fogo do distrito de Santarém que mais elementos mobiliza.

Em curso continua o incêndio de Monchique, que deflagrou cerca das 13:30 de sexta-feira, na localidade de Perna da Negra, tendo já obrigado à retirada de cerca de 100 pessoas.

Face à dimensão do incêndio, o Plano Municipal de Emergência de Monchique foi ativado ao início da madrugada de hoje.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje para risco de incêndio muito elevado a máximo no distrito de Faro e em concelhos dos distritos de Castelo Branco, Portalegre, Santarém e Beja.