A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou hoje para o risco de incêndio rural nos próximos dias, avançando que, caso venham a ocorrer fogos, podem evoluir com “grande rapidez de propagação e enorme dimensão".

Num aviso à população, a ANPC adianta que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, para os próximos dias, tempo seco, com índices muitos baixos de humidade relativa, e vento forte.

“A situação é muito favorável à ocorrência de incêndios rurais que, caso venham a verificar-se, podem evoluir com grande rapidez de propagação e enorme dimensão, uma vez que ainda há grande quantidade de material lenhoso acumulado nos espaços florestais”, alerta a Proteção Civil.

A ANPC destaca que o risco de incêndio “exige um cuidado redobrado”, nomeadamente a adequação dos comportamentos ao uso do fogo no espaço rural de modo a que se "evitem ignições suscetíveis de originar incêndios rurais grandes e facilmente propagáveis".

A Proteção Civil reitera que é proibido fazer uso do fogo junto a espaços florestais, não sendo permitido realizar queimadas ou fogueiras, utilizar equipamentos de queima e de combustão, queimar matos cortados e amontoados ou qualquer tipo de sobrantes de exploração e lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes.

Até ao fim do mês de outubro é ainda proibido fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais ou vias circundantes e proceder à fumigação ou desinfestação de apiários com equipamentos sem dispositivos de retenção de faúlhas.