A Proteção Civil dos Açores informou esta terça-feira que não se registaram incidentes durante a madrugada após o temporal de segunda-feira no arquipélago que provocou um morto, 11 desalojados e diversos danos.

“Foi uma noite tranquila e calma, sem ocorrências”, disse à agência Lusa fonte do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

O mau tempo que assolou na segunda-feira nos Açores, onde sete ilhas estiveram sob aviso vermelho, provocou um morto, três feridos e 11 desalojados, todos eles já realojados, além de estragos, sobretudo na orla marítima, incluindo no porto de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

A Proteção Civil regional contabilizou 157 incidentes, tendo as operações de socorro envolvido 440 operacionais e 109 viaturas.

Escolas, tribunais e serviços municipais fecharam e mais de 1.600 passageiros ficaram em terra com o cancelamento de dezenas de voos.

Esta terça-feira, o grupo oriental (ilhas de São Miguel e Santa Maria) do arquipélago está sob aviso amarelo para chuva e trovoada, que vigora até às 24:00 (hora de Lisboa).

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou ainda estas duas ilhas sob aviso amarelo para vento a partir das 18:00 de hoje até às 06:00 de quarta-feira.

Já o grupo central, constituído pelas ilhas de São Jorge, Faial, Terceira, Graciosa e Pico, está também sob aviso amarelo para chuva até às 24:00, o mesmo aviso para trovoada mas até às 12:00.

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro, representando situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.