A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta sexta-feira ter detido três pessoas presumíveis autoras dos crimes de lenocínio agravado, e detenção de arma de fogo e munições proibidas, alegadamente cometidos na Marinha Grande.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Leiria da PJ refere que «os factos criminosos ocorreram numa moradia na zona da Marinha Grande, onde os detidos fomentavam, com intenção lucrativa, a prática da prostituição por mulheres que se encontravam em situação de especial vulnerabilidade».

A PJ adianta que «no decurso da investigação foram identificadas duas cidadãs estrangeiras que se encontravam em situação irregular em território nacional».

Os arguidos, uma mulher de 44 anos, doméstica, e dois homens, de 57 e 62 anos, ambos reformados, vão ser presentes às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e eventual aplicação de outras medidas de coação, acrescenta a PJ.