Os operadores televisivos têm de normalizar o volume de som nos intervalos publicitários a partir desta quarta-feira, cumprindo a diretiva da ERC que tenta minorar as queixas dos telespetadores de um aumento de volume entre a programação.

As novas regras foram aprovadas em fevereiro pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e obrigam à medição do sinal áudio de um programa, a qual "deverá ser feita na sua globalidade, sem ênfase em elementos específicos, tais como música, fala ou efeitos sonoros", segundo a informação disponibilizada na página do regulador na Internet.

O objetivo desta diretiva, refere a mesma nota, é minorar o "incómodo gerado pela inconsistência dos níveis sonoros junto dos espetadores", para que o som esteja num nível confortável entre a programação e os intervalos publicitários.

A nova norma aplica-se a todos os operadores de televisão e distribuição sob jurisdição portuguesa.