Mais de 100 produtores de leite da região Norte juntaram-se esta sexta-feira para enviar uma mensagem de apoio à Seleção Nacional de futebol, escrevendo com as máquinas agrícolas a palavra "Portugal".

A iniciativa decorreu num campo agrícola em Bagunte, freguesia de Vila do Conde, e de acordo com os produtores de leite esta foi a forma de agradecer o empenho dos jogadores portugueses, que no domingo disputam a final do Campeonato da Europa, em Paris, frente à França.

"Mandamos-lhe esta mensagem aqui do Portugal mais interior, e às vezes um pouco esquecido, de que os estamos apoiar e que vibramos com os sucessos deles, apesar de nem sempre podermos estar festejar nas praças das cidades", disse Carlos Neves, um dos organizadores desta iniciativa.

O produtor de leite confessou que, tal como muitos agricultores, será difícil seguir o jogo decisivo deste domingo, porque "há trabalho para ser feito e animais para serem tratados e ordenhados", mas garantiu que o exemplo dado pelos jogadores é uma inspiração para o setor.

"Da mesma forma que com trabalho a nossa Seleção conseguiu ir longe, também nós, se continuarmos a lutar pelos nossos direitos e trabalhar de forma competente, podemos superar as dificuldades", desabafou.

Carlos Neves aproveitou, por isso, a ocasião para apelar a que também o país apoie a agricultura nacional, e nomeadamente o setor do leite, que tem lutado para se impor entre os grandes países produtores da Europa.

"Escrevemos a palavra Portugal com as mesmas máquinas com que ajudamos a alimentar o país. É um sinal de que estamos vivos. Temos de agradecer aos consumidores que compram os nosso produtos e dizer ao governo, à indústria e à distribuição que não deixem os agricultores fora de jogo", vincou o produtor de leite.

Nesta iniciativa simbólica, os agricultores reuniram mais 120 máquinas, entre tratores e reboques, e foi Sérgio Moninhas o 'arquiteto' do desenho da palavra Portugal, feita com as alfaias.

"Não foi fácil, começamos às 9:30 a fazer os desenhos no chão, a medir os espaços e a alinhar os tratores, mas com o trabalho e o improviso tão típico dos portugueses conseguimos", disse o também agricultor, que não têm dúvidas sobre parte do sucesso da seleção nacional neste Campeonato da Europa.

"Sem dúvida que para eles terem este êxito beberam muito leite português. Que tal sirva de exemplo para os mais jovens", rematou, sorridente.