“Foi instaurado um inquérito na sequência de uma participação apresentada na PSP - participação, essa, que foi comunicada ao Ministério Público”, refere a PGR, numa resposta escrita enviada à agência Lusa.

Fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP disse à Lusa na segunda-feira que os polícias que se deslocaram ao local dos desacatos, cerca das 18:40 de domingo, perto das Portas de Santo Antão, verificaram apenas a existência de um ferido, que foi transportado para o Hospital de São José.

De acordo com testemunhos recolhidos no local pela polícia, os suspeitos “tinham a cabeça rapada e vestiam roupa preta”.