A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) adiantou à Lusa que será aberto um processo de inquérito à fuga de um recluso, na terça-feira à tarde, do Estabelecimento Prisional do Porto.

As autoridades policiais estão a investigar a fuga, tendo em vista a recaptura do recluso, mas até agora não têm informações sobre o seu paradeiro, avançou.

Na terça-feira à tarde, cerca das 16:15, um recluso do EP do Porto, condenado a quatro anos e dois meses de prisão efetiva pelos crimes de furto, detenção de arma proibida e contrafação de documentos, que estava em regime aberto a trabalhar no exterior, evadiu-se.

“O recluso de 34 anos já havia usufruído de quatro saídas concedidas pelo juiz do Tribunal de Execução de Penas e de duas concedidas pela Direção do Estabelecimento Prisional do Porto, a última das quais recentemente, entre 8 e 11 de julho”, referiu a DGRSP.