O Tribunal de Guimarães aplicou hoje prisão preventiva a dois homens suspeitos da co-autoria do assalto em Moreira de Cónegos, naquele concelho, que resultou na morte de um idoso, informou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada na sua página, aquela procuradoria acrescenta que os dois arguidos são estrangeiros e foram detidos na Alemanha, onde foram localizados, em cumprimento de mandado de detenção europeu cuja emissão foi promovida pelo Ministério Público e determinada pelo juiz de instrução.

A mesma nota acrescenta que os detidos estão “fortemente” indiciados de crimes de roubo na residência do idoso, sequestro e roubo agravado.

Em janeiro, já tinha sido detido, na Roménia, um outro homem suspeito da participação nos mesmos factos, que também já está em prisão preventiva.

Em causa está o assalto a uma residência em Moreira de Cónegos, registado em abril de 2013.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ), daquele assalto resultou a morte de um homem de 77 anos, que vivia na casa assaltada.

A PJ diz que os suspeitos, com a finalidade de roubar, introduziram-se numa residência durante a noite, onde se encontravam um homem e uma mulher, empregada doméstica.

O homem terá sido espancado e amordaçado, acabando por morrer sufocado.

A empregada também foi agredida e fechada num anexo da habitação.