Os quatro homens detidos na Marinha Grande, distrito de Leiria, suspeitos do crime de tráfico de estupefacientes, vão aguardar julgamento em prisão preventiva, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte da PSP, que desenvolveu a investigação.

«Todos ficaram em prisão preventiva e foram conduzidos ao estabelecimento prisional», afirmou a mesma fonte.

Na quinta-feira, a PSP anunciou a detenção, na cidade da Marinha Grande, de quatro homens, com idades entre os 18 e 30 anos, suspeitos do crime de tráfico de estupefacientes, tendo apreendido 9.119 doses de droga.

Em comunicado, a PSP informou que os jovens foram detidos no decurso do cumprimento de nove mandados de busca domiciliária e três mandados de detenção fora de flagrante delito, no âmbito de uma investigação pela prática do crime de tráfico de produto estupefaciente.

O Comando Distrital de Leiria da PSP adiantou que foram apreendidas 6.502 de haxixe, 2.246 de canábis, 330 de cocaína e 41 doses de heroína.

Oito telemóveis, três moinhos para moer canábis, duas balanças de precisão e 930 euros foram também confiscados.

No mesmo comunicado, a PSP explicou que «os quatro detidos vendiam a toxicodependentes locais e outros que ali se dirigiam para comprar produto estupefaciente».

«Todos os detidos estavam já associados ao tráfico de estupefacientes e dois deles já haviam sido detidos pelo mesmo crime», refere a polícia, esclarecendo que os arguidos «vendiam um leque alargado de produto estupefaciente».

Segundo a PSP, «a atividade por eles desenvolvida fazia-se em espaço público, numa zona residencial onde existem crianças e adolescentes e provocava nos habitantes daquela cidade alarme e preocupação».