«Primavera» contra a austeridade sai à rua no dia 12

Primavera Global PT integra os vários grupos que surgiram das manifestações dos indignados e a Plataforma 15 de Outubro

Por: tvi24 / CF    |   8 de Maio de 2012 às 21:07
O movimento Primavera Global PT vai promover entre 12 e 15 de maio várias iniciativas, nomeadamente uma manifestação em Lisboa, para protestar contra as atuais medidas de austeridade.

Inês Subtil, da Primavera Global PT, disse à agência Lusa que este movimento se assume contra as atuais medidas do Governo, austeridade e desemprego, mas também pretende apresentar soluções e alternativas.

Primavera Global PT é composta por cidadãos, ativistas, coletivos, movimentos sociais que, em conjunto e de forma pacífica, querem «encontrar soluções e construir novos modelos de organização à escala humana, mais sustentáveis e mais democráticos».

Inês Subtil adiantou que a Primavera Global PT respondeu ao apelo internacional para que as pessoas voltem a sair às ruas em protesto, iniciativas que vão decorrer em mais de 250 cidades de todo o mundo.

Entre as iniciativas está uma manifestação, no dia 12, entre o Rossio e o Parque Eduardo VII, em Lisboa, e um Fórum de Ideias, que inclui debates e palestras.

A Primavera Global PT realiza, na quarta-feira, uma apresentação pública do movimento em Portugal, que, segundo Inês Subtil, tem integrado vários grupos que surgiram nas manifestações dos indignados e da Plataforma 15 de outubro.

O movimento pretende «mandar uma mensagem clara e determinada de indignação mas também de mudança».
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Indignados (Cláudia Lima da Costa)
Indignados (Cláudia Lima da Costa)
COMENTÁRIOS

PUB
25 bancos devem chumbar nos testes de stress

De acordo com Bloomberg, dos 130 bancos avaliados, há 105 que deverão ter passado nos testes que avaliam o cumprimento de requisitos mínimos para serem considerados sólidos e cujos resultados serão conhecidos no domingo. A ministra de Estado e das Finanças afirmou esta sexta-feira que o Governo português está tranquilo com a situação dos bancos portugueses e confiante relativamente aos testes de stress à Caixa Geral de Depósitos, BPI e BCP.