Assinala-se esta sexta-feira o dia mundial da meningite. Trata-se de uma inflamação das membranas que cobrem o cérebro e a medula espinhal e normalmente é causada por uma infeção viral ou bacteriana.

Dores de cabeça, febre, rigidez da nuca, dor e dificuldade em movimentar o pescoço são alguns dos sintomas que afetaram, entre 2010 e 2012, 165 pessoas em Portugal.

Qualquer pessoa pode contrair uma meningite viral, sendo que é mais propícia nas crianças e principalmente na altura do verão. A meningite bacteriana é uma infeção mais grave e potencialmente fatal que pode afetar pessoas saudáveis e principalmente os bebés e as pessoas idosas, que são mais vulneráveis.

A vacina Prevenar está indicada para a imunização de bebés e crianças contra a doença invasiva causada pela bactéria ‘streptococus pneumoniae’ – que pode provocar meningite, pneumonia ou septicémia.

Atualmente, a vacina custa cerca de 180 euros, mas o Estado irá disponibilizar uma verba de seis milhões de euros até ao fim deste ano para ajudar as famílias mais carenciadas.

Segundo fonte oficial, são administradas por ano mais de cem mil doses anuais pagas pelas famílias e por isso o ministério da Saúde já admitiu a possibilidade da Prevenar vir a constar no Plano Nacional de Vacinação (PNV), o que teria um custo na ordem dos 12 milhões de euros anuais.