Os novos alunos do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) vão participar esta quarta-feira numa praxe de voluntariado, com a pintura de várias escolas do Agrupamento de Escolas do Restelo, em Lisboa.

Segundo João Carvalhosa, responsável pela Ação Social e voluntariado da Junta de Freguesia de Belém, cerca de 500 alunos, que foram este ano admitidos na instituição de ensino superior, vão colaborar numa ação de voluntariado organizada pelo ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e a Junta de Freguesia, que integra o programa «IULcome» de acolhimento aos novos estudantes.

A partir das 19:30 e até às 23:30 os «caloiros» acompanhados de outros estudantes, os escuteiros dos agrupamentos 80 e 929 e as associações de pais vão recuperar «as escolas que estão em mau estado e que precisam de uma intervenção grande», referiu João Carvalhosa.

A iniciativa abrange quatro escolas, desde o ensino primário ao secundário, do Agrupamento de Escolas do Restelo, em Lisboa, a Escola Básica EB1 e Jardim de Infância (JI) do Bairro do Restelo, a Escola EB1 e JI de Caselas, a Escola EB 2+3 Paula Vicente e a Escola Secundária do Restelo.

A ação de voluntariado pretende «ultrapassar a lógica das habituais praxes», afirmou.

O programa de integração dos novos alunos do ISCTE-IUL, «IULcome», começa hoje e decorrerá até sexta-feira, «uma iniciativa inovadora que vai facilitar a transição para o ensino superior e preparar os novos estudantes para desempenharem um papel de relevo na sociedade», refere a instituição no site.

Ao longo dos três dias do evento, «os novos estudantes são desafiados a propor soluções para diversas questões em cinco áreas: desenvolvimento social, promover Portugal, sustentabilidade e ambiente, aldeia global e quotidiano universitário».