O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, estimou, esta quinta-feira, em dez milhões de euros a verba adicional para fazer as intervenções necessárias nas zonas do litoral afetadas pelo mau tempo.

Na conferência de imprensa realizada após o Conselho de Ministros, Moreira da Silva disse que estão a ser identificadas as intervenções que são necessárias fazer na costa portuguesa, devido ao mau tempo das últimas semanas, e que não estavam previstas no Plano de Ação de Intervenção do Litoral.

«Em relação a isso, espero, nos próximos dias, apresentar o valor concreto, mas estamos a falar de uma necessidade adicional, de uma disponibilidade financeira na ordem dos dez milhões de euros - este valor precisa de uma avaliação mais detalhada», afirmou o ministro.

Moreira da Silva adiantou que o Governo está a encontrar «fontes de financiamento para muito rapidamente lançar um novo concurso para as intervenções adicionais».

O ministro acrescentou também que, no âmbito do plano de intervenção no litoral, estão previstos 300 milhões de euros para este ano e para 2015, estimando-se realizar 303 obras.

Moreira da Silva disse ainda que se estão a identificar as áreas afetadas pelo mau tempo, cujas obras já estavam prevista no plano de intervenção no litoral.

Nestes casos, acrescentou, «trata-se de prosseguir essas intervenções, a tempo da próxima área balnear».