Um pescador morreu este sábado, depois de ter caído ao mar, numa falésia no Guincho, Cascais. O homem, de 56 anos, estava acompanhado do sobrinho, que deu o alerta às 16:56.

As autoridades estiveram a efetuar buscas no local para localizar o corpo, mas estas revelaram-se infrutíferas devido ao estado revolto do mar, com ondas de três metros. 

Conforme explicou o comandante Pereira da Terra, da Capitania do Porto de Cascais, à TVI24, o  homem foi surpreendido pelo mar numa zona que é considerada "perigosa" para a pesca lúdica. 

Dois indivíduos aproximaram-se de uma zona que consideramos muito perigosa para a pesca lúdica. Um deles foi surpreendido pelo mar, algo que acontece muitas vezes e aqui nestes locais mais vezes pela força que o mar tem."

 "Consideramos que a queda terá sido fatal", frisou.

O sobrinho, com cerca de 20 anos, encontra-se estável e recebeu acompanhamento psicológico.

O segundo individuo encontra-se bem, estável. Foi acompanhado por um psicólogo e pelo INEM."

No local estiveram os Bombeiros de Cascais, a Autoridade Marítima, a Polícia Marítima de Cascais e a Polícia de Segurança Pública (PSP). 

As buscas serão retomadas no domingo.