A Praia Dona Ana, em Lagos, foi eleita pelo TripAdvisor como a «Melhor Praia Portuguesa». Em fevereiro, o  Top10 das praias de Portugal foi divulgado e mostra que oito das dez melhores praias portuguesas estão no Algarve e a Dona Ana encabeça a Lista.
 
No início deste verão, a praia foi sujeita a obras de requalificação. Na prática foi feita uma alimentação artificial de areia, para aumentar a segurança dos banhistas.
 
Nas redes sociais já circulam imagens que mostram o “Antes” e o “Depois” das obras e criticam o resultado.

 
 

D.ANA - obrigado Câmara MunicipalO único tornou-se banal, bom trabalho.Créditos: António Rodrigues

Posted by MaisLagos on  Domingo, 5 de Julho de 2015
 

“O único tornou-se banal, bom trabalho”. A crítica e a ironia podem ler-se na página do Facebook MaisLagos.
 

“Qual é mesmo o objetivo?? Qual a vantagem,??? Alguém quer chegar ao topo da pedra e não consegue???? Vergonhoso”, escreve uma seguidora da página.

 
Em maio, o ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, considerava "decisiva e sensata" a obra na praia de Dona Ana. E assegurava que a beleza seria preservada e aumentada a segurança dos banhistas.
 

"Visitando a praia e não falando a partir de Lisboa, sem conhecer a realidade, conclui-se que esta intervenção é decisiva e sensata", disse à agência Lusa, o ministro Jorge Moreira da Silva, ao visitar as obras naquela praia.

 
Pelo que se pode ler nas redes sociais, os banhistas e os algarvios discordam do ministro. “Parabéns, conseguiram destruir uma das praias mais bonitas do mundo!!”, escreve Vera Guerreiro no Facebook.
 

“Quantos países queriam ter esta beleza natural?!!! E no entanto nós destruímos o que de mais belo a natureza nos oferece. É crime que deveria ser punido!!!!!”, escreve a internauta Maria Lúcia Pereira.

 
A empreitada foi orçada em 1,8 milhões de euros e previa a alimentação artificial com 140 mil metros cúbicos de areia, a construção de um esporão e a consolidação das arribas que a apresentam sinais de instabilidade.A praia mais bonita do país antes e depois das obras