Portugal tem 209 praias acessíveis este ano, mais cinco do que em 2015, e 37 delas são zonas balneares interiores, segundo a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), que disponibilizou os números na sua página da Internet.  "Praia Acessível – Praia para Todos!" é um galardão atribuído pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, a APA e o Turismo de Portugal às zonas balneares que asseguram condições de acessibilidade, segurança, conforto autonomia e independência às pessoas com mobilidade condicionada.

"Em 2016, o número de praias acessíveis em Portugal aumentou e, atualmente, conta com 209 praias para todos, incluindo as pessoas com mobilidade condicionada"

Entre as praias acessíveis listadas no programa, que registou a entrada de 11 novos casos, 172 são em zonas costeiras.

Do total, 26 praias situam-se nas regiões autónomas – 14 nos Açores e 12 na Madeira. Na comparação com 2015, o continente passou de 179 para 183 praias acessíveis, enquanto nos Açores a situação se manteve e a Madeira perdeu uma zona balnear com acessibilidade.

Estas praias têm bandeira azul, mas não a hastearam

A Região Hidrográfica do Algarve tem 48 praias acessíveis, 28 delas com cadeira anfíbia, seguida pelas regiões hidrográficas do Norte, com 47 zonas, a maior parte delas com aquele equipamento, e do Tejo e do Oeste, com 45.

Criado em 2004, o programa só permite hastear o galardão de praia acessível às zonas que apresentem acesso pedonal fácil e livre de obstáculos, estacionamento ordenado e com lugares reservados para viaturas ao serviço das pessoas com deficiência, rede de percursos pedonais acessíveis na praia, incluindo passadeiras no areal, quando existe, ou um percurso pavimentado, nos outros casos.

A rede de percursos acessíveis "conduzirá necessariamente à zona de banhos de sol (chapéus de sol, toldos, barracas) e o mais próximo possível da água, a instalações sanitárias adaptadas, a um posto de primeiros socorros acessível", lê-se no site do Instituto Nacional para a Reabilitação.

Nadador salvador e informação ao público, à entrada da praia e na página eletrónica do município, sobre as condições de acessibilidade e os serviços de apoio disponibilizados às pessoas com mobilidade condicionada são também condições essenciais.