Gonçalo e Genny foram para o Dubai à procura de uma vida melhor, mas a vida trocou-lhes as voltas, e vivem agora um verdadeiro pesadelo. Nesta altura, lutam para salvar a filha e pagar a conta do hospital
 
A menina, que se chama Margarida, nasceu com 25 semanas e apenas 410 gramas. A mãe quase morria no parto com eclampsia, mas já saiu dos cuidados intensivos e ontem conseguiu ver a menina.
 
Para já os médicos estão a fazer tudo por tudo pela margarida, mas além da sobrevivência da Margarida, há a conta do hospital. O seguro de saúde que não cobre este tipo de despesas que são astronómicas. São mil euros por dia e a divida ao hospital vai aumentando.
 
O Gonçalo está a virar-se para todo o lado, para todos aqueles que podem de alguma maneira ajudar. Ele próprio ligou para José Cesário, Secretario de Estado das Comunidades que promete acompanhar e ajudar neste caso.
 
Também a embaixada portuguesa no Dubai, está a mexer-se. Assim que for possível Gonçalo Queiroz pretende mudar a filha para o hospital público onde os custos também existem, mas são menores.
 
Os pais da pequena Margarida estão desesperados e apelam ao coração de todos os portugueses. Para já foi criada uma página no Facebook com o nome: «Vamos ajudar a Genny e o Gui», que já tem mais de 20 mil seguidores.
 
Aí podem saber como está a evoluir o estado de saúde de mãe e filha e todos os dados para ajudar este jovem casal que está verdadeiramente desesperado.

O secretário de Estado das Comunidades confirmou esta sexta-feira que o Governo está a acompanhar a situação de um casal de portugueses que não tem dinheiro para cobrir as despesas hospitalares com a filha que nasceu prematuramente no Dubai.

«Estamos em contacto com eles [casal]. O nosso embaixador no Dubai está em contacto com as autoridades locais e estamos a avaliar todas as formas de ajudar aquela família, mas reconhecemos a enorme delicadeza da situação», disse.

José Cesário salientou tratar-se de «uma situação complicada porque a mãe da criança não possuía seguro de saúde».