“O nosso compromisso é fazer chegar a quem precisa. As pessoas doaram para aliviar o sofrimento dos refugiados e é esse o nosso objetivo, fazer chegar aos refugiados, onde eles estiverem”, disse à Lusa um dos membros da organização deste movimento da sociedade civil.


a caravana

“Estamos a levar brinquedos ou não fosse esta também uma missão de homenagem a Aylan Kurdi, a criança cuja morte fez espoletar um bocadinho a consciência das pessoas em relação a esta crise”, diz a responsável, acrescentando que vão também levar roupa, principalmente impermeável e calçado confortável para caminhada, sacos-cama e colchonetes.