Um português de 22 anos foi detido pela Guardia Civil depois de ter sido apanhado a circular a 221 km/h na autoestrada A11, em Zamora, cujo limite de velocidade é de 120 km/h. O jovem viajava acompanhado da mulher e da filha de oito meses, noticia o El Mundo.

O incidente aconteceu no dia 31 de julho, sexta-feira, e o homem foi detido e acusado de crime contra a segurança rodoviária.

Para poder deter o condutor em segurança quer para os ocupantes da viatura quer para os restantes utilizadores da via, a Guardia Civil estabeleceu um dispositivo especial a cerca de70 quilómetros do controlo de velocidade, na zona de Alcañices, na estrada Nacional 122, a via onde no sábado passado morreram três crianças portuguesas.

O português vai ser ouvido pelo Tribunal de Primeira Instância e Instrução número um de Zamora. 

A Guardia Civil de Zamora recorda que circular a 216 quilómetros na autoestrada é já considerado um crime contra a segurança rodoviária que incorre, de acordo com o Código Penal, numa pena de prisão de três a seis meses ou multa de seis a doze meses ou trabalho comunitário de 31 a 90 dias.

Um delito deste tipo é ainda punido com inibição de conduzir entre um a quatro anos e pode levar à apreensão do veículo.