As notas foram descobertas pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da 1ª Divisão, na passada sexta-feira

Um idoso, de 80 anos, guardava em casa 1.904.500 euros em notas de 500 euros falsas. As 3809 notas foram descobertas pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública, através da 1ª Divisão, na passada sexta-feira, na freguesia de Anjos, depois de terem sido chamadas ao local por alegados distúrbios na habitação.

No entanto, ao chegar ao local, a polícia viu que a denúncia não se confirmava e foram informados por uma testemunha de que o idoso tinha sido burlado em fevereiro, quando vendeu uma propriedade através de um intermediário que propôs ao idoso que efetuasse negócio com outros indivíduos que lhe dariam um sinal para a posterior compra da empresa.

«A vítima, no âmbito da venda de uma empresa da qual era proprietário, havia-se deslocado a Itália a fim de tratar dos contornos do negócio com um intermediário que solicitava a quantia de 250.000 Euros para que encontrasse comprador», pode ler-se no comunicado da PSP que acrescenta que «momentos depois de entregar a quantia de 250.000 Euros ao intermediário e de receber cerca de 1.900.000 Euros em notas de 500 Euros dentro de uma mala, a vítima apercebeu-se que as mesmas eram falsas e que tinha sido burlada».