Três homens de nacionalidade estrangeira, com idades entre os 29 e os 34 anos, foram detidos no domingo na Trofa devido à produção de canábis em estufa, informou hoje o Comando Territorial do Porto da GNR.

Em comunicado, o comando informou que a detenção foi feita pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Santo Tirso, após "uma investigação que teve origem numa denúncia".

"Os militares do NIC, após diligências, deparam-se com um armazém de dois pisos" que estava "ocupado na sua totalidade para produção, através de uma estufa que permitia o desenvolvimento de mais de cinco mil plantas em simultâneo", lê-se ainda na nota de imprensa.

Nas duas buscas efetuadas, prossegue a GNR, "uma domiciliária e uma não domiciliária", foram apreendidas sete quilos “de folhas e sumidades de canábis, 3.000 plantas nos mais diversos estados de crescimento, mil euros em numerário, uma viatura ligeira de passageiros, 250 gramas de substância para efetuar adição a cocaína, cinco telemóveis e centenas de objetos relacionados com a produção de plantas canábis, designadamente, motores extratores, aparelhos de ar condicionado, lâmpadas, balastros, fertilizantes e vasos".

O texto refere ainda que o armazém se dividia em "área de produção, onde eram recriadas as diversas condições meteorológicas necessárias ao crescimento das plantas", e "área de armazém logístico, uma para embalamento da matéria estupefaciente em sacos de desporto" e mais "três compartimentos destinados a serem ocupados como residência pelos suspeitos".

Os detidos, após o primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, ficaram em "prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Custóias, em Matosinhos.