O Ministério Público (MP) acusou um homem de ter tentado matar a tiro um utente do Metro do Porto, após uma discussão em agosto deste ano, adiantou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Os factos aconteceram a 23 de agosto, pelas 00:30, numa composição do Metro do Porto durante o percurso Senhora da Hora/Senhor de Matosinhos, na estação Vasco da Gama, referiu a PGD.

Segundo a Procuradoria, o suspeito ia a fumar no interior da carruagem e a vítima abordou-o para não o fazer. Insatisfeito pelo reparo, sacou de uma pistola de calibre 6.35 e efetuou dois disparos na direção do utente.

Um [foi feito] ainda no interior da carruagem, que a atingiu nas costas quando procurava fugir, e outro já do exterior da composição, que perfurou o vidro da carruagem, mas não atingiu a vítima”, refere a acusação, citada na nota da PGD do Porto.

O suspeito, em prisão preventiva (medida de coação mais gravosa), está acusado pelos crimes de homicídio qualificado na forma tentada e detenção de arma proibida.