Há 432 pontes e viadutos inspecionados pela Estradas de Portugal (EP) a precisar de intervenção não urgente, enquanto quase 2.900 estão em bom estado de conservação, segundo dados disponibilizados esta sexta-feira pela empresa à agência Lusa.

Em 2014, a EP realizou 3.324 inspeções às suas obras de arte (estruturas de dimensão significativa, como pontes, viadutos e túneis), 2.402 de rotina, realizadas para detetar as necessidades de manutenção, e 922 principais, para avaliar a condição estrutural da obra e das suas necessidades de reparação.

A empresa concluiu que 87% das obras de arte inspecionadas estão em bom ou muito bom estado de conservação e que as restantes 432 necessitam de algum tipo de intervenção, mas não urgente, explicou à Lusa fonte da empresa.