“A partir do momento em que temos ou detetamos uma ameaça, aquilo que fazemos é recorrer aos ‘standers’ que estão instituídos e até termos a certeza absoluta de que ninguém corre perigo mantermos o cidadão seguro e podermos ter a certeza absoluta de que quando ele voltar a passar naquele ponto, naquela situação, não ocorrerá nada de mal. Foi isso que se fez”, adiantou o comandante da UEP, citado pela Lusa.






objeto suspeito junto a um dos pilares

Segundo a PSP, o embrulho, que levantou a suspeita, tinha cerca de 50 centímetros de diâmetro e estava envolto em plástico e fita isoladora.