A Polícia Judiciária (PJ) deteve, em Ponta Delgada, um homem que vivia num quarto arrendado e terá, "por sentimentos de vingança contra o proprietário", incendiado a habitação, foi esta quarta-feira anunciado.

Para o efeito, inflamou a roupa da cama através de isqueiro, cujas chamas rapidamente se propagaram, provocando muitos danos e criado um sério risco de propagação às habitações contíguas, colocando em perigo não só bens patrimoniais de valor consideravelmente elevado como a vida de pessoas ali residentes, porquanto se trata de uma zona de grande densidade urbana e com casas de traça antiga, o que só foi evitado pela pronta intervenção dos bombeiros", indica a PJ num comunicado.

A autoridade revela que o homem, de 51 anos, tinha já antecedentes criminais noutro país e foi presente às competentes autoridades judiciárias, com vista à aplicação das "medidas coativas tidas por mais adequadas".

Os factos ocorridos na maior cidade açoriana aconteceram na passada semana, "numa casa de habitação sita numa zona central" de Ponta Delgada, onde o suspeito vivia num quarto arrendado.

O homem, concretiza a polícia, "terá agido movido por sentimentos de vingança contra o proprietário da habitação, na sequência de um desentendimento por si provocado, em razão de ter recebido ordem de saída daquele espaço".