Um novo caso de e um stripper fardado está a ser investigado pela PSP do Porto. O vídeo já circula na Internet há três anos, mas só agora está a chamar a atenção, por causa do militar da GNR suspenso.

Nas imagens, o stripper surge com um uniforme e uma boina semelhantes aos do corpo de intervenção da PSP, incluindo uma insígnia, no braço esquerdo (os polícias verdadeiros usam-na no braço direito), do Comando Metropolitano do Porto. O suposto agente usa ainda luvas, algemas e outros acessórios, incluindo uma pistola, que será, contudo, uma arma de alarme.

A atuação foi filmada num bar gay do Porto, adianta o «Jornal de Notícias». As imagens, com 10 minutos de duração, foram colocadas no YouTube em maio de 2011.

Fonte do comando metropolitano adiantou ao jornal que tudo leva a crer que o stripper não é polícia. Contudo, as investigações continuam, porque pode estar em causa o uso abusivo e farda e assessórios apenas permitidos às autoridades policiais.