A PSP do Porto informou esta terça-feira que deteve três pessoas suspeitas de se dedicarem à prática de assaltos em estabelecimentos comerciais e locais de culto religioso de várias localidades cidades do Grande Porto.

Um comunicado da PSP indica que o grupo se dedicaria também a furtos de carros ou de artigos no interior de viaturas.

A operação policial “visou um conjunto de indivíduos que de forma organizada se dedicavam à prática de furtos qualificados em estabelecimentos comerciais, locais de culto religioso, furto de viaturas e furto de interior de viaturas nas áreas das cidades de Valongo, Baltar, Paredes, Penafiel, Lousada e Vila Nova de Famalicão”, lê-se no comunicado.

Durante a operação de combate aos crimes contra o património, levada a cabo na segunda-feira transata, a PSP realizou a detenção de três pessoas, residentes em Valongo, com idades entre os 20 e os 26 anos, tendo também apreendido um carro, telemóveis, chaves de moedeiros, vestuário e material diverso utilizado para os furtos.

Os suspeitos estão referenciados pela PSP pela prática de mais de duas dezenas de crimes contra o património e vão ser hoje presentes às autoridades judiciárias.

A PSP deteve ainda mais três pessoas suspeitas do crime de tráfico de droga na área do Porto e apreendeu 109 doses individuais de heroína, cocaína e haxixe.

A PSP realizou também 30 ações de fiscalização no âmbito da segurança privada na área Metropolitana do Porto, entre 20 e 26 deste mês, tendo fiscalizado sete organismos privados, 18 estabelecimentos de restauração e bebidas com pista de dança e cinco entidades públicas.

Dessa operação resultou a fiscalização de 41 vigilantes e o levantamento de dois autos de notícia por contraordenação.