A PSP deteve esta segunda-feira no Porto uma empresária de 52 anos condenada a dez anos de prisão efetiva pelos crimes de burla qualificada, fraude e falsificação, conduzindo-a depois ao Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo.

A empresária residente em Matosinhos foi intercetada e detida na rua do Pinheiro Manso, no Porto, com vista à «execução de mandado de detenção para cumprimento» daquela pena de prisão, explica o Comando Metropolitano da PSP do Porto, em comunicado.

A operação foi desenvolvida por «agentes do efetivo da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da Divisão de Gondomar», informa a PSP do Porto.

Para além desta detenção, entre as 07:00 de sexta-feira e as 07:00 desta segunda-feira a PSP do Porto deteve outras 30, devido a vários «ilícitos criminais».

No comunicado, a PSP indica 14 detidos por condução sob o efeito do álcool, seis por conduzirem sem carta, dois por tráfico de estupefacientes, dois por furto no interior de estabelecimento e outros tantos por desobediência.

A PSP fez ainda um detido por jogo ilegal, outro por agressão com arma branca e outro por violência doméstica.