A PSP anunciou este sábado ter detido um homem de 31 anos na Póvoa de Varzim, distrito do Porto, por violência doméstica, depois de ter sido alertada para agressões e ameaças com uma caçadeira de canos serrados.

Em comunicado, o Comando Metropolitano do Porto da Polícia de Segurança Pública (PSP) referiu que a detenção, através da Divisão de Investigação Criminal, deu-se “na sequência de informações a dar conta da prática de ofensas à integridade física e ameaças à sua companheira através do recurso a arma de fogo”, que veio a revelar-se ser uma caçadeira de canos serrados, entretanto apreendida.

Durante a operação foram recuperados dois automóveis “por suspeita de terem sido furtados”, assim como vários objetos na posse do detido, homem já “referenciado por esta polícia pela prática de diversos ilícitos criminais contra as pessoas e contra o património, nomeadamente, ameaças com recurso a arma de fogo e furto e uso de veículo”.

Fonte da PSP adiantou ainda tratar-se do mesmo homem que esteve envolvido, a 12 de novembro do ano passado, numa situação em Rio Tinto, no concelho de Gondomar, quando três pessoas dispararam tiros para o ar perto de uma churrasqueira, como ameaça ao proprietário.

Na altura, os homens dirigiram-se à churrasqueira num carro roubado e após os disparos puseram-se em fuga.

No mesmo comunicado, a PSP anunciou ter realizado 22 detenções na baixa do Porto durante a noite de sexta-feira e a madrugada de hoje, nove das quais por tráfico de droga.

Em comunicado, o Comando Metropolitano do Porto da PSP disse ter realizado “mais uma operação policial que teve como objetivo a prevenção e combate à criminalidade assim como a fiscalização rodoviária e fiscalização em estabelecimentos de forma a promover o sentimento de segurança junto dos cidadãos”, que decorreu entre as 21:00 de sexta-feira e as 08:00 de hoje.

Entre as 22 detenções contam-se também nove por condução sob o efeito do álcool, duas por condução sem carta, uma por desobediência e outra por posse de arma ilegal.