Militares da GNR vão reforçar o patrulhamento nas estradas portuguesas, entre sexta-feira e domingo, para “garantir o apoio” a todos os automobilistas que se deslocam às terras por ocasião do dia de Todos os Santos.

Na operação “Todos os Santos” vão estar empenhados militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, que vão realizar “ações preventivas com o intuito de combater a sinistralidade rodoviária”, adianta a GNR em comunicado.

Segundo a GNR, o objetivo da operação de intensificação do patrulhamento rodoviário é “regularizar o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias que nesta altura do ano se deslocam às terras de origem para visitarem os túmulos dos seus entes falecidos”.

Os militares vão estar “particularmente atentos” à condução sob a influência de álcool e de substâncias psicotrópicas, ao excesso de velocidade e à falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e sistemas de retenção para criança.

O uso indevido do telemóvel no exercício da condução e a falta de habilitação legal para conduzir são outras infrações a que os militares vão estar atentos durante as ações de patrulhamento.

Na operação “Todos os Santos” de 2014, registaram-se 514 acidentes, dos quais resultaram cinco mortos, 18 feridos graves e 164 feridos leves.