A carcaça de baleia que ficou presa na proa de um paquete de cruzeiros que atracou na segunda-feira em Lisboa seguiu para incineração, depois de ter sido retirada da água nesta terça-feira.

Segundo o capitão do Porto de Lisboa, Malaquias Domingues, em declarações à agência Lusa, a operação de retirada da água da carcaça da baleia, através de gruas devido ao peso do animal, terminou cerca das 12:15.

“Ontem [segunda-feira] foi notado, quando o navio entrou no porto, que estava presa na zona da proa uma baleia, admitindo-se que já estivesse morta. As autoridades, entre Capitania e Polícia Marítima, decidiram que a mesma fosse retirada para junto das instalações do Porto de Lisboa, em Algés, de onde hoje foi retirada da água”, explicou.

A 28 de agosto, uma outra baleia morreu ao ficar presa na proa de um navio de carga que atracou, também, na doca de Alcântara, em Lisboa.