Dois homens detidos pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita da autoria de 13 roubos em agências bancárias da zona centro e norte do país ficaram em prisão preventiva, anunciou a Diretoria do Centro.

Segundo um comunicado da PJ, os suspeitos, de 34 e 35 anos, de nacionalidade estrangeira, foram detidos no âmbito de uma investigação dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Leiria, que contou com a colaboração da GNR de Rio Maior.

Os dois homens estão indiciados por vários assaltos ocorridos em agências bancárias, "nomeadamente em Pombal, Buarcos, Murtede, Cantanhede, Torres Vedras, Valadares, Golegã, Leiria, Vila Nova da Barquinha e A-dos-Francos".

Os assaltos, de acordo com a Judiciária, terão sido realizados com recurso a arma de fogo, entre os meses de dezembro e maio.

Com base em informação recolhida e atendendo às movimentações de um eventual suspeito, a PJ difundiu e partilhou alguns dados com outros órgãos de polícia criminal e funcionários de segurança das instituições bancárias assaltadas, criando assim, durante as duas últimas semanas, um discreto dispositivo de vigilância, na região de Leiria", explicou a Diretoria do Centro.

Na última quarta-feira, a rápida intervenção da GNR de Rio Maior, que tinha sido alertada para a presença de um suspeito no interior de uma agência bancária, permitiu a sua detenção, em flagrante delito, na posse de uma arma de fogo e de um veículo com matrículas falsas.

No seguimento da investigação, que já vinha sendo desenvolvida pela PJ desde o final do ano passado, foi possível apurar que o suspeito usava identidade falsa, já tinha sido condenado a pena de prisão e expulso do nosso país", refere o comunicado.

As diligências posteriores permitiram também deter um segundo coautor, "já anteriormente referenciado".

Nas diligências realizadas, a PJ apreendeu aos suspeitos uma réplica de arma de fogo, uma quantidade significativa de dinheiro em notas, alguns disfarces, nomeadamente barbas e cabeleiras postiças, e diversa documentação relacionada com os crimes praticados.