A Polícia Judiciária de Braga pediu colaboração às autoridades espanholas no sentido de identificar o corpo encontrado em Viana do Castelo em avançado estado de decomposição.

Fonte da diretoria de Braga da PJ adiantou à Lusa que «existem suspeitas de que se trata de um cidadão espanhol dada a proximidade do local onde foram descobertas as ossadas e um veículo encontrado abandonado há um ano, naquela zona».

O cadáver foi encontrado no dia 4 de julho por crianças que integravam um grupo que se encontrava a fazer um piquenique no monte de Santa Luzia, nas proximidades do Hotel Santa Luzia, em Viana do Castelo.

De acordo com a PJ, foi solicitada a colaboração das autoridades espanholas no sentido de estabelecer a relação entre o corpo do cidadão espanhol e a viatura encontrados naquele monte.

«Um carro foi encontrado abandonado há um ano naquela zona. As ossadas terão aproximadamente o mesmo tempo. Queremos com a ajuda das autoridades espanholas saber se existe relação entre ambos que permita chegar à identificação», afirmou a mesma fonte.

As investigações continuam a decorrer, mas a PJ diz «não existirem suspeitas de se ter tratado de um crime».