A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta segunda-feira a detenção, em Ponta Delgada, de um homem de 33 anos suspeito do homicídio ocorrido na zona limítrofe da maior cidade açoriana, na noite do dia 03 de março.

O Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ adianta, em comunicado, que o homem, de 33 anos, foi detido na sequência da operação policial «Nasar», que «se desenrolou ininterruptamente durante vários dias, e que envolveu a totalidade dos efetivos do departamento e contou ainda com a colaboração pontual da PSP, GNR e Polícia Municipal».

O homem, suspeito da autoria de «um crime de homicídio qualificado, está ainda indiciado pelos crimes de tráfico de estupefacientes, posse de arma proibida e falsificação de documento», segundo a PJ, revelando ainda que foram realizadas «múltiplas buscas, que permitiram apreender cerca de 13 quilos de pólen de haxixe, 33 mil euros em notas, uma arma de fogo, diversos automóveis e equipamentos de telecomunicações».

O corpo do homem de 33 anos foi encontrado na noite de terça-feira com «indícios de ter sido alvejado a tiro».

De acordo com a PJ, «os factos ocorreram num contexto de forte dinâmica de tráfico de estupefacientes e no momento em que se efetuava mais uma transação ilícita de avultado valor».

Depois de presente a primeiro interrogatório judicial, o homem ficou em prisão preventiva.