A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem indiciado de tentativa de homicídio, por alegadamente ter efetuado "vários disparos" numa associação recreativa e cultural do Porto, em fevereiro, durante uma altercação, informou hoje aquela força.

Fonte da PJ disse à Lusa que o detido tem 32 anos e é treinador de boxe.

Na mesma operação, foi também detido o pai daquele homem, por posse de armas proibidas.

Os factos ocorreram em fevereiro do ano passado, numa associação recreativa e cultural do Porto, na sequência do barramento da entrada naquele espaço de um homem, também arguido nos autos.

Após uma altercação e consequente expulsão daquele homem, este terá voltado acompanhado por amigos, tendo um dos agora detidos [o treinador de boxe] efetuado vários disparos com uma arma de fogo, que só por mero acaso não atingiram as pessoas que ainda ali permaneciam", refere um comunicado da PJ.

No âmbito da investigação, a Diretoria do Norte da PJ apreendeu várias armas de fogo proibidas e respetivas munições na posse do suspeito da autoria dos disparos e do seu pai, um feirante de 52 anos.

Estes factos motivaram as detenções em flagrante delito, pelo crime de posse de armas proibidas.

Uma dessas armas terá sido a utilizada na tentativa de homicídio, tendo a PJ apurado que era a arma de serviço de um elemento de um serviço de segurança, que havia sido furtada em 2014 da sua residência", acrescenta o comunicado.

Os detidos têm antecedentes por ofensas à integridade física com arma de fogo (o filho) e por furto (o pai).

Vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das respetivas medidas de coação.